Alimentação na Infância

Para que haja crescimento e desenvolvimento adequados, as crianças precisam consumir uma alimentação que atenda às suas diversas demandas nutricionais. A falta de determinados nutrientes pode prejudicar fortemente o desenvolvimento da criança.

A deficiência de ferro pode afetar a função imunológica, aumentando a frequência e duração de infecções. Pode ainda gerar retardo no desenvolvimento cognitivo e motor, comprometendo a linguagem e capacidade intelectual.

Uma ingestão inadequada de proteínas pode também comprometer o ganho de estatura. Já a carência de cálcio pode aumentar o risco de osteoporose na fase adulta. Ou seja, determinadas carências nutricionais podem gerar consequências irreversíveis.

Cabe ressaltar que excessos alimentares também podem ser prejudiciais. O consumo de carboidratos simples e gorduras aumentam o risco de obesidade, diabetes e hipertensão na infância, adolescência e na vida adulta. Portanto, quanto mais cedo a criança obtiver uma alimentação equilibrada maiores serão as chances de seguir com saúde por toda a vida.

Texto em colaboração com Thiago Onofre.

Deixe uma resposta