OMS planeja eliminar gorduras trans

Dietas ricas em gorduras trans aumentam o risco de doença cardíaca em 21%.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou nesta segunda, dia 14, um plano global para eliminar o uso de gorduras trans na indústria alimentícia. De acordo com a OMS, todo ano o consumo deste tipo de gordura leva a mais de 500.000 mortes por doenças cardiovasculares.

A gordura trans é bastante utilizada na indústria por ter uma vida útil mais longa do que outras gorduras, conferir sabor e ser de baixo custo. Em alguns países desenvolvidos, onde foram estabelecidos limites para seu uso em alimentos embalados, tem-se observado uma redução no número de infartos.

A eliminação das gorduras trans produzidas industrialmente é uma das prioridades da OMS, assim como, tornar a produção de alimentos mais saudável para as gerações futuras. “Porque nossas crianças devem ter um ingrediente inseguro nos seus alimentos?”, é o questionamento do diretor geral da OMS.

As gorduras trans são encontradas principalmente em margarinas, frituras, salgadinhos, biscoitos, sorvete e outras guloseimas. Sua ingestão deve ser inferior a 1% do total de calorias consumidas. Dietas ricas em gorduras trans aumentam o risco de doença cardíaca em 21%.

Fonte: Organização Mundial de Saúde.

Deixe uma resposta