Síndrome do Intestino Irritável

Possui prevalência, em média, de 15% da população, sendo que, os quadros clínicos são mais frequentes em mulheres.

 Os sintomas típicos da SII são desconforto ou dores abdominais com quadros de constipação (diminuição do número de evacuações, fezes endurecidas e dificuldade para defecação) ou diarreia (frequência de evacuações acima de 3 vezes por dia, fezes pastosas e/ou líquidas). Em alguns casos, o quadro é apresentado com ambos os sintomas de forma alternada.

Ainda não existe nenhum tratamento específico para a doença, contudo, existem estratégias terapêuticas para aliviar os sintomas da SII, sendo que, o principal meio é através de mudanças nos hábitos alimentares. São retirados da dieta alimentos fonte de lactose (leite e derivados), alimentos com grandes concentrações de frutose (maçãs, peras, pêssegos, manga, melancia, fruta enlatada em suco natural, adoçantes de mel , xarope de milho) e alimentos fontes de polióis (alcachofras, aspargos, beterraba, couve de Bruxelas, brócolis, repolho, erva-doce, alho, alho-poró, quiabo, cebolas, ervilhas, pão, macarrão, cuscuz, biscoitos, grão de bico, lentilhas, feijão vermelho, feijão cozido). Além disso, refrigerantes, bebidas alcoólicas e alimentos ricos em açúcar também são restringidos. É recomendado também um maior equilíbrio na ingestão de fibras e o aumento do consumo de água.

Gibson, P. et al. Evidence-based dietary management of functional gastrointestinal symptoms: The FODMAP approach.  Jounal of Gastroenterology  and hepatology. 2009

Passos, M. Síndrome do intestino irritável – Ênfase ao tratamento. JBG, J. bras. gastroenterol., Rio de Janeiro, v.6, n.1, p.12-18, jan./mar. 2006

Deixe uma resposta