Está treinando e não está emagrecendo? Não culpe seu treino ou o seu personal.

Sempre ouço a discussão sobre qual exercício emagrece mais. Uns afirmam categoricamente que são os aeróbios, outros os de musculação e ainda há aqueles que defendam o high intensity intermittent training (HIIT) ou os funcionais. Os que defendem essa ideia, de forma consciente ou não, partem do pressuposto de que o indivíduo não alterará seu consumo alimentar com a prática do exercício mas isso nem sempre é verdade.

O fato é que, para emagrecer é necessário que haja balanço energético negativo.  O balanço energético negativo só é atingido quando o resultado da soma de todas as calorias consumidas, menos todas calorias gastas por dia, é negativo. Aí surge mais uma pergunta:  o exercício físico não contribui para aumentar o gasto total de calorias por dia? Com certeza! No entanto, para haver balanço energético negativo, considerar o quanto de calorias são ingeridas é essencial.

Conforme tinha dito anteriormente, as pessoas que defendem que o exercício físico emagrece, partem do pressuposto de que a ingestão calórica do indivíduo permanecerá a mesma. No entanto, para muitos a prática do exercício físico estimula um consumo maior de calorias, fazendo com que o balanço calórico não fique negativo e possa até ficar até positivo. Por exemplo,  uma pessoa que gasta 800 calorias, em uma hora de treino intenso, e faz uma refeição pós treino de 1000 calorias, terá o balanço energético positivo de 200 calorias. Nesse caso, o potencial é que a pessoa estoque essas 200 calorias, ou seja, engorde.

Alguns mais familiarizados com o assunto argumentarão que existe o efeito pós exercício (EPOC) e que seu gasto calórico poderá ficar aumentado por um bom tempo, compensando as 200 calorias extras. Para esses repito: para emagrecer, o importante é que o balanço energético total seja negativo. E nesse sentido o controlar a ingestão de calorias (alimentação) é muito mais eficiente.  Ou seja, controlar o quanto se ingere é muito mais fácil do que tentar gasta mais. Gastar mais significa aumentar o tempo ou intensidade do exercício e não são todos que tem tempo e condicionamento físico para isso. Assim, comer menos calorias se torna uma forma mais simples de se atingir o emagrecimento. Fazendo uma analogia, uma pessoa que tem um salário mensal de R$50,000 reais por mês, pode parecer rica para alguns, no entanto, a depender de suas despesas, no balanço das contas, ela pode estar endividada. Por isso, a dieta se torna muito mais importante no processo de emagrecimento do que o tipo de exercício que a pessoa irá realizar para essa finalidade.

Deixe uma resposta